Veja nossos serviços
fechar

Certificação HALAL - 6

 

Dando continuidade a seu processo de atendimento às necessidades de seus clientes e às exigências dos mercados, a PGP Consult passa a disponibilizar serviços de consultoria e assessoria para a Certificação de produtos segundo os critérios HALAL.

Resumidamente podemos dizer que é um “processo pelo qual uma agência controlada pelo governo e/ou uma organização islâmica reconhecida, certifica a aptidão das indústrias em praticar os procedimentos Halal, produzir, armazenar, comercializar produtos destinados aos consumidores muçulmanos”.

A certificação Halal é de cunho religioso e seu objetivo é garantir aos muçulmanos (como são conhecidos os praticantes do Islam) que um alimento é livre dos elementos proibidos por Deus no Alcorão Sagrado. A palavra Halal é árabe e em português significa lícito, permitido. Nos termos da certificação, compreende todos os alimentos que foram autorizados por Deus para consumo da humanidade.

A Certificação HALAL atesta que a empresa, processo e produtos, seguem os requisitos legais e critérios determinados pela jurisprudência islâmica (Sharia).

É importante compreender, todavia, que o Alcorão não traz uma lista de alimentos Halal, mas sim um apontamento de elementos Haram (que em português significa ilícito).

É proibido aos muçulmanos o consumo de um alimento que contenha matérias primas e ou insumos e ou auxiliares de processo e ou qualquer contaminação cruzada com os itens apontados como Haram. Destacam-se:

  • Carne, gordura, couro, ossos e qualquer derivado de suínos;
  • Carne, gordura, couro, ossos e qualquer derivado obtido do abate não Halal das espécies permitidas (bovinos, caprinos, ovinos e galináceos);
  • Bebidas alcoólicas/álcool etílico;
  • Derivados de seres humanos;
  • Sangue de qualquer animal, incluindo aqueles abatidos como Halal;
  • Insetos (com exceção do gafanhoto e cochonilha).
     

Basicamente o processo de Certificação HALAL se inicia com a AVALIAÇÃO DOCUMENTAL dos procedimentos e registros requeridos, pela realização da AUDITORIA NA PLANTA (Estágio 1 e 2), pela realização dos ENSAIOS LABORATORIAIS aplicáveis (PCR, Cromatografia gasosa), pela APROVAÇÃO DO RELATÓRIO DA AUDITORIA (Decisão) e pela EMISSÃO DO CERTIFICADO.

 

Quais os Principais Benefícios das empresas com a Certificação HALAL?

• O certificado Halal é o mecanismo único para que os clientes e consumidores tenham produtos Halal com segurança e confiabilidade.

 

• O selo de garantia Halal agrega pontos positivos à imagem dos produtos e empresas, criando lealdade do mercado consumidor de Halal em todo mundo, que está representado por aproximadamente um bilhão e oitocentos milhões

  de consumidores;
 

• Demonstra comprometimento com a qualidade e segurança do produto final;

 

• Auxiliar a melhoria contínua da empresa;

 

• Auxiliar no desenvolvimento de seus negócios junto aos países islâmicos;

 

• Reduz perdas em seu processo produtivo e contribui para melhoria em sua

  gestão;

 

• Fortalece a imagem e a imagem da organização e de seus produtos frente aos clientes e consumidores;

 

• Fidelização dos consumidores muçulmanos;

 

• Assegura que seus produtos atendem as normas internacionais do Halal como, UAES 2055-1 / 2015, HAS 23000 LPPOM MUI Indonésia, MS 15000 Malásia;

 

• Aumenta a competitividade da empresa nos países islâmicos;

 

ATENÇÃO - IMPORTANTE

Cabe aqui chamar a atenção de quem busca exportar para os mercados islâmicos para a necessidade de buscar informações e comprovação de que a Certificadora HALAL tem o reconhecimento necessário no país ou países, de forma a que não ocorram problemas alfandegários e de perda do investimento.

 

Segmentos com Certificação HALAL

A Certificação HALAL aplica-se, entre outros, principalmente às seguintes categorias de produtos:

 

Alimentos Industrializados

Salsichas

Peixes

Hambúrgueres de frango e peru

Sardinhas

Peito cozido

Atum

Empanados

Salmão processado

Nuggets

Salmão enlatado

 

Alimentos “In Natura”

Ovos

Soro de leite

Carnes

Iogurtes

Leite UHT

Queijos

Leite em pó

 

 

 

Alimentos Lácteos

Leite UHT

Queijo e iogurte de vaca

Leite em pó

Entre outros

Soro de leite

Queijo e iogurte de ovelha

Iogurtes

 

 

Cereais

Trigo

Lentilha

Arroz

Soja

Feijão

Favas

Grão de bico

 

 

Doces

Gelatina

outros

Açúcar

 

Doces/balas

 

Chocolates

 

 

Alimentos Diversos

Café

Frutas frescas, secas (doces processados, enlatados)

Amendoim (torradas, salgadas)

Ovos (processados e subprodutos) como gemas pasteurizadas)

Nozes (torradas, salgadas)

Outros

Castanhas (torradas, salgadas)

 

 

Químicos

Medicamentos

 

Tintas / Carimbos para carnes

 

Produtos para Higienização Industrial

 

Outros

 

 

Cosméticos

Shampoo

Outros

Creme

 

Desodorante

 

Sabonete

 

 

Mercado Halal no mundo (*)

Pesquisas de consumo na Europa e EUA mostram que alimentos certificados Halal, estão sendo procurados também por não muçulmanos, como a forma mais segura de se obter alimentos saudáveis e de qualidade.

O comércio Halal está emergindo como uma das áreas de mercado mais lucrativas e influentes no mundo. De acordo com dados e pesquisas da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, são 1,8 bilhão de muçulmanos economicamente ativos no mundo, uma economia que cresce mais rápido que a média mundial: 6,2% nos países islâmicos contra 5,7% dos demais países. Se fosse um país, o mundo islâmico seria a terceira economia mundial, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

 

O islamismo será a religião que mais crescerá nas próximas quatro décadas. É o que indicou o Centro Pew, no relatório intitulado “O futuro das religiões do mundo: População e Projeções de Crescimento 2010-2050”. Em 2050, o número de muçulmanos poderá chegar a 2,8 bilhões. Se a previsão se confirmar, o islamismo será praticado por 29,7% da população mundial.

 

Halal não se limita apenas a uma questão religiosa; está se tornando um símbolo global de garantia de qualidade e um estilo de vida.  Não-muçulmanos que buscam uma alimentação mais saudável estão se identificando com esse conceito.  

 

Essa força de mercado não deve ser menosprezada: a população muçulmana está em expansão no Oriente Médio, Norte da África e Sul, Sudeste da Ásia, parte da antiga União Soviética e China. São regiões que representam uma cadeia lucrativa para o mercado de alimentos. Atualmente, os dois maiores mercados para os produtos Halal são o Sudeste Asiático e o Oriente Médio.

 

O mercado Halal no mundo está estimado em mais de US$ 2,5 trilhões e engloba vários segmentos como agronegócio, alimentos industrializados, produtos farmacêuticos, cuidados pessoais, cosméticos, vestuário, bancos e finanças, logística, armazenamento e distribuição.

 

O mercado mundial de produtos e alimentos Halal tem grande potencial de crescimento. Ainda com base em dados da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, entre 2015 e 2021, o mercado de alimentos Halal tende a crescer 63,2%; Turismo, 60,9%; Moda, 51,4%; Mídia, 32,3% e Fármacos, 69,3%.

 

Os maiores mercados para  produtos Halal são a Indonésia, a Turquia e o Paquistão. Muitas pessoas acreditam que a população muçulmana está apenas no Oriente Médio, mas as maiores concentrações estão no Sul e Sudeste da Ásia – e o continente asiático conta com mais de um bilhão de muçulmanos, ou seja 70% do total dos que professam a fé islâmica.

 

A União Europeia é também um importante mercado Halal , com aproximadamente 40 milhões de muçulmanos.  França, Alemanha e a Inglaterra são os maiores mercados fora dos principais países muçulmanos.

 

Na América do Norte, os muçulmanos representam 3% da população. No Canadá, são aproximadamente 800 mil, caracterizando um crescimento acima da média. Neste continente, o consumo de alimentos Halal vem crescendo desde 1995.

 

Os alimentos Halal representaram 16,6% do total do mercado mundial de alimentos em 2013, de acordo com o estudo realizado pela Thomson Reuters e Dinar Standard. Estima-se que, até 2018, este índice aumente para 17,4%.



 

Fonte: http://www.fambrashalal.com.br/viso-geral acessado em 12 de julho de 2020

 

(*) FAMBRAS HALAL

 

Mercado Halal no Brasil

O Brasil demonstra potencial de crescimento neste grande mercado. Em 2013, 45,6% do total de 3,918 milhões de toneladas de frango exportadas pelo Brasil foram destinados a mercados que exigem o abate halal. Em especial o GCC com 38%, os principais compradores são Arábia Saudita, Emirados Árabes, Kuwait e Iraque.

 

Carne bovina as exportações alcançam em 40% da exportação, que gerou receita de US$ 1,5 bilhões, grande parte destinada ao Egito, Irã e Emirados Árabes Unidos. Com um grande potencial de crescimento, a Ásia islâmica, abriu as portas em 2011 ao setor frigorífico brasileiro, que se mostra promissor.

 

Como a PGP Consult pode ajudar as empresas exportadoras?

Através do seu corpo técnico, a PGP Consult tem condições de prestar consultoria e assessoria para as empresas que desejam se certificar com este padrão internacional e se qualificar para exportar para o mundo islâmico.

 

Não deixe de nos contatar! Nossa expertise está alicerçada por mais de 25 anos de experiência no mercado de consultoria a empresas.

Endereço:

Rua Vereador Alfeu Gasparini 136 - Central Park – Batatais – SP - CEP 14300-000


Fones:

(16) 3761-6869

(16) 997107997


E-mail:

contato@pgpconsultoria.com.br

Fale conosco